terça-feira, 30 de junho de 2009

PS: Sem paixão nenhuma candidatura pode ter sucesso, diz responsável de campanha de Obama

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9853099.html
Lisboa, 30 Jun (Lusa) - Ben Self, o principal responsável pela campanha de Barack Obama na Internet, advertiu hoje que em política a táctica pode mudar mas os princípios nunca, e que sem paixão nenhum partido ou movimento pode ter sucesso.
Fundador da empresa Blue State Digital, Ben Self falava numa conferência promovida pelo PS, no Parque das Nações, intitulada "Democracia Interactiva - promover a participação dos cidadãos".
Ben Self dividiu a sua intervenção, que se baseou na experiência de campanha de Obama, em três pontos distintos: dinheiro, mensagem e mobilização.
.
.
PS: Movimentos voluntários vão estar na origem de 90 por cento das acções de campanha - Carlos Zorrinho
Lisboa, 30 Jun (Lusa) - O dirigente socialista Carlos Zorrinho afirmou hoje que o PS tem como objectivo que 90 por cento das suas acções de campanha nas eleições legislativas partam de movimentos de voluntários e não do tradicional aparelho partidário.
Carlos Zorrinho, coordenador do site www.socrates2009.pt, falava aos jornalistas após uma conferência do PS denominada "Democracia Interactiva", que contou com a participação de representantes da empresa norte-americana "Blue State Digital", que desenvolveu a componente da Internet da última campanha presidencial de Barack Obama.
Segundo o coordenador do Plano Tecnológico português, nas próximas eleições legislativas, "o objectivo é que 90 por cento da campanha do PS seja feita de forma voluntária, através da mobilização das pessoas, das estruturas e da interacção entre grupos, dando resposta às preocupações das comunidades".

Utopia: Congresso europeu reúne 200 investigadores no Porto

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9853127.html
Porto, 30 Jun (Lusa) - Mais de 200 investigadores de dezenas de países vão participar entre quarta-feira e sábado na Universidade do Porto num congresso interdisciplinar centrado nas questões da utopia, anunciou hoje a instituição.
O 10º Congresso Internacional da Sociedade Europeia de Estudos Utópicos inclui 42 painéis, que relacionam a utopia com áreas e temas tão diversos como o imperialismo, anarquia, religião, socialismo, literatura, cultura, cinema, arquitectura, ciência e educação.
O congresso abrirá com a apresentação do "Eurotopia 2100: Uma Utopia Interactiva", "projecto de investigação que é um convite para que os europeus reflictam sobre a Europa, abrindo uma janela para perspectivar o futuro, sobre o que será a Europa no ano de 2100".

BCP: Altos quadros participaram sem saber nos planos dos antigos administradores acusados

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9853591.html
Lisboa, 30 Jun (Lusa) - O Ministério Público diz que diversos funcionários e até administradores participaram, sem saber, na execução do plano traçado pelos cinco antigos administradores acusados de crimes de burla qualificada, falsificação de documentos e manipulação do mercado.
Em relação ao antigo administrador Alípio Dias, o relatório final da Polícia Judiciária, que serve de base às acusações feitas pelo Ministério Público, considera que nada prova que tenha tido participação no plano gizado entre os antigos administradores que foram acusados.
Dado o período inicial da execução dos factos, este administrador não deteria, pelas funções que exercia, condições objectivas de controlar o processo de execução das operações financeiras, explica à Lusa uma fonte judicial.

Tecnologia: Ansol "repudia falta de escrúpulos" da Microsoft nos custos do portal "Base"

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9854534.html
Lisboa, 30 Jun (Lusa) - A Associação Nacional para o Software Livre (Ansol) afirmou hoje "repudiar a falta de escrúpulos de certas entidades que, perante a boa vontade da Administração Pública, cobram excessivamente por um péssimo serviço de tecnologias de informação".
O presidente da Ansol, Rui Seabra, reagia, em comunicado, à informação de que o portal dos Contratos Públicos "Base", da responsabilidade do Instituto da Construção e do Imobiliário, custou 283 mil euros, e que a adição de um motor de busca "custou outros 20 mil".
Criticando o que classifica de "falta de civismo da certas entidades", a Associação Nacional para o Software Livre considera que, "aproveitando-se da boa vontade do Governo em tornar transparentes as despesas da Administração Pública, a Microsoft cobra escandalosamente por um sítio que derrota o propósito original".

Energia: Portugal está na corrida para ter fábrica de baterias de carros eléctricos - Sócrates

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9848144.html
Lisboa, 29 Jun (Lusa) - O primeiro-ministro, José Sócrates, afirmou hoje que Portugal está envolvido já há cerca de um ano numa competição internacional para receber a futura fábrica europeia de baterias destinada a alimentar carros eléctricos.
José Sócrates falava aos jornalistas no final de uma cerimónia no Pavilhão de Portugal, no Parques das Nações, em que 21 municípios assinaram um acordo para desenvolverem a rede de abastecimento dos futuros carros eléctricos.
Momentos antes, o vice-presidente da Renault Nissan, Carlos Tavares, tinha avançado que Portugal é um dos possíveis destinos da futura fábrica europeia de baterias para abastecimentos dos carros eléctricos desta marca.

Grândola: Quercus receia que alterações no PROT Alentejo viabilizem mais construção

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9848880.html
Grândola, 29 Jun (Lusa) - A Quercus receia que o governo aprove o novo Plano Regional de Ordenamento do Território (PROT) do Alentejo sem as restrições à construção previstas para o litoral alentejano na proposta inicial.
"A prisão de Pinheiro da Cruz, que fica entre a Comporta e o Pinheirinho, já foi vendida à Parpública, por largas dezenas de milhões de euros, e agora a Parpública quer rentabilizar o valor que investiu", disse hoje à Lusa Francisco Ferreira, vice-presidente da Quercus convicto de que o próprio Estado está interessado em construir além do que está previsto para aquela zona.
"Quando nós estamos a falar de alguns milhares de camas para o total destas zonas turísticas - Tróia, Comporta, Pinheirinho e Costa Terra - o próprio estado pensa em rentabilizar a prisão de Pinheiro da Cruz com um investimento (turístico) muito significativo", acrescentou.

Artes: Serralves inaugura duas exposições na antiga RDP/Porto

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9849406.html
Porto, 29 Jun (Lusa) - O Museu de Serralves estreia sexta-feira duas exposições fora de portas, na Baixa do Porto, no edifício que até há poucos anos acolheu a delegação da Radiodifusão Portuguesa (RDP).
As exposições "Emissores Reunidos" e "Serralves 2009 - A Colecção, 2ª Parte: Vídeos e filmes na cidade" vão estar patentes na Rua Cândido dos Reis até 20 de Setembro, no âmbito do programa comemorativo dos 20 anos da Fundação de Serralves e dos 10 anos do Museu de Arte Contemporânea.
"Emissores Reunidos" é uma mostra pensada para um edifício que preserva marcas evidentes da ocupação que teve ao longo de décadas: "cabinas e auditórios de gravação, divisórias, vidros duplos, chão alcatifado, cortinas opacas, painéis de insonorização".

EUA: Obama quer agir depressa no combate às alterações climáticas

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9849841.html
Washington, 29 Jun (Lusa) - O presidente norte-americano, Barack Obama, afirmou hoje que pretende manter as atenções na legislação sobre as alterações climáticas e que quer agir depressa, defendendo o uso de lâmpadas mais eficientes.
"Sei que as lâmpadas podem não parecer 'sexy' mas esta simples acção representa uma promessa enorme porque sete por cento de toda a energia consumida nos Estados Unidos é usada para iluminar as nossas casas e empresas", afirmou o presidente, que estava acompanhado pelo secretário de estado norte-americano da Energia, Steven Chu, na Casa Branca.
Obama disse ainda que os padrões de eficiência energética anunciados vão resultar em poupanças significativas entre 2012 e 2042.
.
Comentário:
Mais uma questão muito simples.
Das tais "banalidades" que toda a gente conhece e sabe, mas que fica sempre para os outros aplicarem.
Seja em casa, seja nos serviços, seja na iluminação pública, seja ao projectar ou o próprio ao edificar a sua casa ou oficina:
- onde tivermos possibilidade de utilizar a iluminação natural, não se deve fazer o contrário - posso citar centenas de exemplos em projectos de arquitectura, não só privados como também públicos.
Não é só o colocar as lâmpedas de baixo consumo; mesmo nessas, quantos candeeiros "bonitos" são colocados, com vidos foscos a esconder as lâmpedas, que lhes diminuem a eficiência em 30% ou mais?
E o local onde são aplicadas as lâmpedas, são os mais adequados?
E na iluminação pública, quando colocam árvores!!! por baixo dos candeeiros? Querem exemplos: vou deixar fotos.
Porque não se dá atenção a estas coisas simples, que afinal significam uma boa percentagem da nossa infracção ao meio ambiente?
Ferreira

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Reabilitação Urbana: Novo regime apresentado hoje no LNEC

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9842547.html
Lisboa, 29 Jun (Lusa) -- Representantes de inquilinos, proprietários, arquitectos e engenheiros participam hoje na sessão pública de apresentação do Regime Jurídico de Reabilitação Urbana, que já mereceu várias críticas por prever, em casos extremos, a venda forçada.
A apresentação decorrerá no auditório do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) e contará com a presença do ministro do Ambiente, Nunes Correia, do secretário de Estado do Ordenamento do Território e das Cidades, João Ferrão, e do secretário de Estado Adjunto e da Administração Local, Eduardo Cabrita.
O novo regime, para o qual foi aprovada em Abril em Conselho de Ministros uma proposta de autorização legislativa, remetendo a decisão para o Parlamento, foi alvo de criticas dos proprietários, que classificaram a possibilidade de venda forçada como uma Oferta de Aquisição Pública (OPA) "hostil".

domingo, 28 de junho de 2009

Praça do Comércio: Próxima meta é retirar carros do Terreiro do Paço

http://jn.sapo.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Lisboa&Concelho=Lisboa&Option=Interior&content_id=1279018

JN - 20090628
ALEXANDRA MARQUES

O presidente da Câmara de Lisboa considera que o projecto de Bruno Soares para o Terreiro do Paço está agora melhor. No debate público, António Costa disse que deve continuar a ser local de passagem e que a ambição futura é banir o tráfego.

Presente, ontem à tarde, na sessão pública da proposta de Bruno Soares para a requalificação da praça pombalina, o presidente da Câmara afirmou que "o projecto está hoje melhor do que estava antes" das alterações feitas, confessando que o arquitecto aceitou a sua opinião nuns casos e a ignorou noutros.

Na apresentação e debate - que se estendeu por três horas -, o chefe da equipa projectista voltou a frisar que a praça não será uma sala de estar. "É um grande palco ou uma grande porta da cidade", em suma, um local de passagem, justificação para não arborizar parte dos 35500 metros quadrados. Apesar do recinto ribeirinho não dispôr de uma única sombra.

António Costa sintetizou esta visão: "A placa central é tão bela quanto inóspita. É tórrida no Verão e o vento é insuportável no Inverno, pelo que só ocorrem utilizações fugazes", como a festa de fim de ano ou manifestações.

Às dezenas de pessoas presentes, Bruno Soares explicou que os edifícios circundantes devem ter usos múltiplos, mas que "o projecto não pode condicionar ou determinar" quais serão. A praça deverá poder ser usada em todas as estações do ano, pelo que a Sociedade Frente Tejo se compromete a elaborar um projecto de equipamentos que possam ser montados e removidos e um outro de iluminação nocturna.

Após as recentes alterações, efectuadas na sequência das críticas feitas, o responsável anunciou que o tráfego automóvel só será feito pelos topos sul e norte, ficando as vias laterais (perpendiculares ao Tejo) reservadas a emergências, paragens ocasionais e cargas e descargas.

A prioridade será dada ao eléctrico, em detrimento da circulação rodoviária. Possibilidade que não tranquilizou o proprietário do Martinho da Arcada, indignado pelos 180 autocarros que por hora passam junto ao café, segundo lhe revelou a Carris. O edil reagiu dizendo que para banir o tréfego é preciso criar alternativas, mas que "a ambição é um dia nenhum carro passar pela praça".

Face ao 1º comentário, do Mike:

Sem qualquer melidre, digamos que a simpatia esteve bem ao nível dos comentários sobre a "malta"... "retrógrados"..., enfim, num nível bem melhor que o do comentário das 4.06 AM no post mais acima.

O carácter algo incisivo e radicalista de alguns dos comentários, só acontece pela forma como anda nivelada a cultura da obra e da discussão, quando estamos a lidar com a melhor jóia da corôa do nosso urbanismo.
Completamente à revelia das necessidades da sociedade actual, seja nas novas vivências, seja no respeito pelo legado dos nossos antepassados.
Isto tem sido uma batalha inglória, embora com muitos pontos marcados.

Já a aparecem justificações e interpretações perfeitamente contraditórias, demonstrando estar a perceber que estas coisas, feitas assim sem critério, sem programa adequado, sem participação pública, sem consulta a quem sabe, acabam mesmo a dar sarilhos.

E o que dói mais, é estarmos num periodo de rotura ambiental, em que dentro de poucos anos vamos ter os nossos descendentes a clamar porque é que deixamos manter este estado de coisas quando eramos nós que por aqui andavamos, e não termos uma resposta sequer para dar.

Tomamos há uns minutos atrás conhecimento que nos EUA, Obama está a conseguir aprovar uma redução nas emissões de CO2 em 17% comparativamente com 2005, até ao ano 2020. Isto vai ser um esforço económico enorme, com reflexos em todo o mundo, em todas as áreas.
É uma pena que obras referenciais como o caso da Praça do Comércio, não tirem partido do seu impacto na população para fazer aculturação e obter resultados práticos de seguida.

E o dilema é que não temos tempo para andar aqui com quesandos e outros rodeios. Entre muitas outras coisas, objectivamente o rumo imediato principal é: EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM TODAS AS INTERVENÇÕES HUMANAS; DEFENDER A VEGETAÇÃO E COM ISSO O CICLO DA ÁGUA.

Tem que haver uma inversão imediata de valores sociais, para o que os nossos governantes se estão a marimbar.
Ainda nem sequer perceberam que isso dá votos - ao fim de tanto tempo, ainda não perceberam porque é que o Obama foi eleito nos EUA.

Quando aos "velhos do Restelo" que afinal são aqueles AUTORES DE REFERÊNCIA que continuam a projectar com projectavam hà 30 ou mais anos atrás, como os €€€ lhes continuam a ser entregues, eles nem se dão ao trabalho de mudar. Quando isso acabar, vão ser os mesmos a fazer parangonas dos novos preceitos, como se fosse então novidade, e nem se darão ao trabalho de esclarecer todas as atoardas e prejuizos que causaram.

Aceitar este estado de coisas é demonstativo da nossa (pouca) cultura.

Nesta data não é de admitir que qualquer projecto de arquitectura, em local algum, não tenha como 1º parâmetro o meio ambiente.

Isto porque tem sido a nossa forma de viver a provocar a derrocada da possibilidade de manutenção da vida animal e vegetal no planeta.
Não é suficiente para que nos preocupemos todos, o facto do governo não legislar nesse sentido, não agir nesse sentido?

Tem que passar a agir.
Temos todos que intervir.

E esta obra, num espaço projectado há 200 anos para ser A PRAÇA DO COMÉRCIO, atinge apenas o objectivo de propiciar mais uma grande área de eventos pontuais publicitários e comerciais!

É uma ofensa ao povo Português.

..........................................................

È uma pena o autor ter andado estes dias a dizer que as alterações efectuadas iam humanizar a praça, e vir agora ele e o Sr. Presidente António Costa assumir que aquilo é :
"A placa central é tão bela quanto inóspita. É tórrida no Verão e o vento é insuportável no Inverno, pelo que só ocorrem utilizações fugazes", como a festa de fim de ano ou manifestações.”
e que:
"o projecto não pode condicionar ou determinar" quais serão. A praça deverá poder ser usada em todas as estações do ano, pelo que a Sociedade Frente Tejo se compromete a elaborar um projecto de equipamentos que possam ser montados e removidos e um outro de iluminação nocturna.”

Há muito se sabe quem está com o projecto do “urbanismo comercial” da praça.

E também já se percebeu que é esse equipamento publicitário que vai tomar o lugar das árvores.
E também já entendemos porquê!
Andam todos a brincar com o povo e com o meio ambiente.
Isto vai-nos sair a todos muito caro.
É uma estupidez!
Nesta obra devia ser finalmente concretizada a PRAÇA DO COMÉRCIO.

Mas ainda não é desta vez!!!

JN - Nós preservamos o pombo mas ignoramos a casa dele

Columbofilia é o 2.º desporto nacional, mas faltam-lhe leis desde a II Grande Guerra

JN - 20090628
JOSÉ MIGUEL GASPAR
http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=1279136

Cinco milhões de pombos, um pombo por cada dois portugueses: é a extraordinária média do nosso país, uma potência mundial da columbofilia. Mas o desporto, que arrasta 18 mil federados, é um viveiro de contradições e um espelho perfeito do absurdo Portugal das paixões.

Germano Ribeiro, advogado, 30 anos, apaixonado por pombos desde o meio da sua vida, é um herói e um vilão - mas ele sozinho está a desafiar o curso da columbofilia em Portugal.

Deve-se isto tudo a uma constatação: "É muito simples, legalizar um pombal, na prática, é impossível. E toda a gente sabe disso", diz o pombeiro com desassombro. "O que é que isso quer dizer? Que os 18 mil pombais que há no país [número de registos na Federação Portuguesa de Columbofilia] estão todos ilegais. Sim, ilegais".

Se a culpa é sempre um sentimento solteiro, a responsabilidade, essa, é colectiva: as duas leis que regem a pomba e o pombal (ver ficha) não são só antigas, vagas e inadequadas; estão também mancas pela falta da posterior portaria que regulamenta a edificação dos pombais.

"Está tudo no artigo 5.º, parágrafos 1 e 2 da Lei 36763, de 26 de Fevereiro de 1948", sabe de cor aquele columbófilo. "Aí ficou definido que a competência de legalização do pombal, depois de observada a lei do Regime Geral da Urbanização e Edificação, pertence à Federação. Mas acontece uma coisa muito simples: o regulamento existe, mas nunca foi submetido a Portaria. Este surrealismo - protege-se o pombo com o estatuto de Utilidade Pública, mas esquece-se que é preciso legalizar a sua casa - já dura há 61 anos. Até aqui, o legislador nunca se pronunciou da matéria".

Ao mesmo tempo tranquilo e alvoroçado, tal e qual como o desporto que defende, Germano Ribeiro cria e adestra pombas a partir de Vilar do Paraíso, 'cluster' pombalino de Vila Nova de Gaia, "provavelmente a cidade do mundo com maior número de columbófilos por metro quadrado; somos uns três mil, mais do que no Porto, que só terá aí mil".

Mas foi justamente ali, no pleno Paraíso, que se gerou há 13 anos a agitação que faz de Germano um façanhoso herói e um rústico vilão, como se ele fosse o bem e o simultâneo mal, o gentil doutor Jekyll e o sinistro senhor Hyde.

Outra vez, a questão é simples para um pombalino: "Construí o meu pombal em 1996, um pombal como os outros, igual aos demais, mas alguém apresentou queixa na Câmara contra mim. Como o laxismo muitas vezes é lei, não aconteceu nada, não me preocupei".

Até 2004. "Aí fui notificado: o meu pombal estava 'fora do enquadramento histórico, urbanístico e paisagístico da região' e impunha-se a demolição". Ele alarmou-se e respondeu à altura da indignação: interpôs uma providência cautelar que congelou o avanço dos tractores e da escavadora da destruição, seguindo-se um ir e vir de recursos, audiências, pareceres, transtornos, ataques, telhados de vidro.

Isolado no meio de iguais - "o meu pombal é como os outros, 30m3, madeira e alvenaria, um belo albergue de 300 pombos, porque é que tenho que o demolir?" -, Germano Ribeiro sentiu-se o expiatório. E reagiu à queixa com maximização: fez do seu caso a colectividade e meteu toda a gente ao barulho, queixando-se ele mesmo de 300 pombais de Gaia, acusando-os de igual nulidade.

Estávamos em 2006 e o duelo entre ele e os iguais foi uma grande confusão: transtornos, ataques, traição!, desinteligências, pequenas altercações. Mas, mais uma vez, a atitude laxista, que nos leva a minimizar as ordens morais, regeu - e tudo ficou parado nos pendentes.

Mas o caso continuou a voar. Com notificações a correr para 300, Germano Ribeiro, o columbófilo advogado, outra vez, maximizou: em 2007 meteu uma Acção Popular no Tribunal Administrativo e Fiscal do Porto contra a Câmara de Gaia, envolvendo definitivamente os três mil ilegais. Em dois anos nada aconteceu, ninguém foi notificado, ninguém se anunciou.

"Não sei, não faço ideia. Creio que não se vai passar nada. Acho que vamos ficar por aqui, tudo metido naquela pasta da vida que se arruma e escreve à frente: o tempo que o resolva".

EUA: Câmra dos Representantes aprova projecto de lei sobre aquecimento global

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9841061.html
Washington, 27 Jun (Lusa) - A Câmara norte-americana dos Representantes aprovou sexta-feira um projecto de lei de luta contra o aquecimento global, prevendo uma redução de emissões de gases com efeito de estufa de 17 por cento, comparando com 2005, para 2020.
O plano, que é uma das grandes prioridades do presidente norte-americano, Barack Obama, foi aprovado por uma curta maioria de 219 votos a favor e 212 contra, sendo que eram necessários 218 votos para a aprovação.
O projecto de lei deverá agora ser aprovado pelo Senado.

sábado, 27 de junho de 2009

Internet: Fernando Alvim inaugura hoje canal de televisão Speaky.tv

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9834775.html
Lisboa, 25 Jun (Lusa) - Uma entrevista ao jornalista Emídio Rangel inaugura hoje às 18:00 o Speaky.tv, o canal de televisão na Internet dirigido pelo radialista Fernando Alvim e que pretende ser um espaço que privilegia a palavra.
"Queremos entrar rapidamente no mercado e mostrar a todos que é possível fazer programas de televisão sem perguntar às pessoas, que são nossas convidadas, se trouxeram bolinhos regionais ou mostrando fotografias dos netinhos", afirmou Fernando Alvim à agência Lusa.
"Acho que ainda é possível fazer televisão de outro modo e arriscar. Essa é uma das grandes vantagens da net", disse o director do canal.

Oeste e Vale Tejo: PROT aprovado em conselho de ministros sob críticas dos autarcas

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9835378.html
Torres Vedras, Lisboa, 25 JUN (Lusa)- O Governo aprovou hoje em conselho de ministros o Plano Regional de Ordenamento do Território do Oeste e Vale do Tejo (PROT-OVT), apesar das críticas dos autarcas às limitações impostas à construção fora das áreas urbanas.
O documento define que a construção fora das áreas urbanas vai ser restringida e só será possível em terrenos com pelo menos uma área de quatro hectares, estabelecendo pela primeira vez uma norma transversal aos 33 concelhos abrangidos pelo plano.
"São normas rígidas demais", reagiu à agência Lusa o presidente da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, Corvelo de Sousa, segundo o qual as novas normas impostas pelo PROT-OVT sobre os planos municipais "não vêm dar saídas a quem queira construir".

Vale do Elba: Dresden perde 6,3 milhões de euros de fundos europeus

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9835445.html
Berlim, 25 Jun (Lusa) - A cidade de Dresden perdeu o direito a uma verba de 6,3 milhões de euros, em consequência de o Vale do Elba ter perdido o estatuto de Património da Humanidade.
O ministro federal alemão dos Transportes, Construções e Reconstrução do Leste anunciou que Dresden não receberá mais verbas do fundo europeu destinado à conservação dos locais considerados Património da Humanidade.
O Vale do Elba estava classificado desde 2004 e perdeu hoje o estatuto, numa decisão do Comité do Património da UNESCO reunido em Sevilha, em consequência da construção de uma nova ponte rodoviária, a Waldschloesschenbruecke, que altera significativamente a paisagem.

Montesinho: "Verdes" denunciam que área protegida não tem meios para trabalhar

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9835477.html
Bragança, 25 Jun (Lusa) - O Partido Ecologista os Verdes (PEV) denunciou hoje que o Parque Natural de Montesinho (PNM), em Bragança, está sem meios para fazer conservação da Natureza e trabalhar com as populações locais.
Para a dirigente nacional do PEV, Manuela Cunha, "as áreas protegidas são muito importantes, mas se não tiverem meios para actuar e intervir aparecem, muitas vezes, junto das populações apenas como proibitivas".
Manuela Cunha integrou uma comitiva do partido que se encontrou hoje, em Bragança, com os responsáveis regionais do Instituto de Conservação da Natureza e Biodiversidade (ICNB) e visitou a área protegida, que se estende por mais de 70 mil hectares dos concelhos de Bragança e Vinhais.

Matosinhos: Guilherme Pinto estima que Casa da Arquitectura será uma realidade dentro de três anos

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9836116.html
Porto, 25 Jun (Lusa) - O presidente da Câmara de Matosinhos, Guilherme Pinto, disse hoje à agência Lusa que a inauguração do Centro de Documentação Álvaro Siza "é um primeiro passo para a futura Casa da Arquitectura", que espera ver concluída dentro de três anos.
Guilherme Pinto falava antes da cerimónia de inauguração deste novo equipamento, hoje realizada sob a presidência do ministro da Cultura e com a presença do arquitecto Álvaro Siza.
Este equipamento situa-se na Rua Roberto Ivens, 582, em Matosinhos, na que foi, em tempos, a casa da família de Álvaro Siza e que a partir de agora aloja o Centro de Documentação do arquitecto, para onde será transferido todo o seu espólio.

Educação: Modelo de avaliação português é o único em 5 países com quotas para classificações mais altas - estudo

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9824933.html
Lisboa, 26 Jun (Lusa) - O modelo português de avaliação dos professores é o único de entre cinco países europeus que prevê quotas para as melhores classificações, revela um estudo comparativo encomendado pelo Governo.
O relatório "Benchmark (Padrões) de Avaliação de Desempenho", datado de 2009, foi pedido à consultora Deloitte pelo Ministério da Educação, no âmbito do processo de implementação do Modelo de Avaliação de Desempenho dos Educadores e Professores, e compara as formas de avaliação dos docentes em Portugal, França, Inglaterra, Holanda e Polónia.
"Considerando as características genéricas do modelo de avaliação, deverão destacar-se três componenetes relevantes: a obrigatoriedade do processo, o avaliador e o sistema de quotização. Assim, os modelos dos diferentes países são obrigatórios, os avaliadores são elementos internos à escola (com excepção da França em que o processo é externo e não obrigatório) e apenas em Portugal é contemplado um sistema de quotização/harmonização das avaliações", lê-se no documento.
...
Educação: Avaliação é individual e regulamentada pelos Governos nos países do Sul da Europa - estudo
26 de Junho de 2009, 07:45
Lisboa, 26 Jun (Lusa) - Os processos individuais de avaliação de desempenho dos professores predominam nos países do Sul da Europa e a sua regulamentação está centrada nas autoridades governamentais, conclui um relatório encomendado pelo Ministério da Educação.
O relatório "Benchmark (Padrões) de Avaliação de Desempenho", datado de 2009, foi pedido à consultora Deloitte pelo Ministério da Educação, no âmbito do processo de implementação do Modelo de Avaliação de Desempenho dos Educadores e Professores.
A empresa indica que este estudo "não deve ser entendido como uma avaliação ao modelo de avaliação dos docentes do ensino público", uma vez que não foi assumida uma "posição crítica", mas antes uma "análise factual e objectiva" de comparação.

Saúde: Uma em cada 10 pessoas na Europa morre por consumo de álcool - estudos

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9837428.html
Paris, 26 Jun (Lusa) - Uma em cada dez pessoas na Europa morre devido ao consumo de álcool, enquanto a nível mundial a taxa é de um por cada 25 habitantes, indicam estudos hoje publicados pela revista médica britânica The Lancet.
De acordo com uma investigação realizada por Jürgen Rehm, do Centro para a Adição e Saúde Mental de Toronto, o consumo médio no mundo é de 6,2 litros álcool por ano, o equivalente a 12 unidades por semana, sendo que uma unidade equivale a 10 gramas de álcool puro, dez centilitros de vinho ou 25 centilitros de cerveja.
Este consumo varia entre 21,5 unidades por semana na Europa, 18 unidades na América do Norte e apenas 1,3 unidades nos países do mediterrâneo oriental.
...
JN - 20090627
...
O álcool causa toda uma gama de acidentes: doenças do fígado, cancro da boca ou da garganta, cancro colorectal, depressão, ataques cerebrais, acidentes rodoviários e violência.

Segurança Rodoviária: Estratégia Nacional até 2015 publicada hoje em Diário da República

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9837937.html
Lisboa, 26 Jun (Lusa) - O Diário da República publica hoje a Estratégia Nacional de Segurança Rodoviária (ENSR) 2008-2015, aprovada em Conselho de Ministros, que visa colocar Portugal entre os 10 países da União Europeia com mais baixa sinistralidade rodoviária.
"A ENSR tem um objectivo qualitativo: Colocar Portugal entre os 10 países da União Europeia com mais baixa sinistralidade rodoviária, medida em mortos a 30 dias por milhão de habitantes", lê-se na Resolução do Conselho de Ministros publicada hoje.
Por necessidade de avaliação e monitorização das acções previstas, a calendarização da estratégia está dividida em dois períodos: 2008-2011 e 2012-2015.

Saúde: Banco de células estaminais começa a funcionar nas próximas semanas - ministra

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9838583.html
Lisboa, 26 Jun (Lusa) - A ministra da Saúde anunciou hoje na Assembleia da República a entrada em funcionamento nas próximas semanas de um banco de células estaminais que terá por principal objectivo apoiar a transplantação.
"Assinámos já o despacho que determina a sua instalação no Centro de Histocompatibilidade do Norte, começando a funcionar nas próximas semanas", declarou Ana Jorge em resposta a uma interpelação ao Governo pelo grupo parlamentar do Partido Comunista Português (PCP) sobre política de saúde.
A propósito, referiu os "excelentes resultados" na área da transplantação, tendo sublinhado que Portugal é actualmente líder em transplantes hepáticos e tem níveis superiores à média europeia na transplantação por milhão de habitantes.

QREN: Rui Rio classifica de "escândalo" desvio de verbas para Lisboa

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9838404.html
Porto, 26 Jun (Lusa) - O presidente da Junta Metropolitana do Porto (JMP), Rui Rio, considerou hoje "um verdadeiro escândalo" o desvio para Lisboa de verbas destinadas pelo Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN) às regiões de convergência.
"Grande parte das verbas destinadas ao Norte estão a ser aplicadas em Lisboa o que é absolutamente ilegal. São obras atrás de obras em Lisboa que estão a ser feitas com o dinheiro que devia ser destinadas às regiões do país que apresentam um PIB per capita inferior a 75 por cento da média europeia", frisou o autarca no final de uma reunião da JMP.
Rui Rio exibiu uma extensa lista de obras que afirma estão a ser realizadas em Lisboa ao abrigo de uma excepção na lei que regulamenta o QREN em que se argumenta que há projectos que mesmo realizados em Lisboa têm um efeito de difusão no território nacional muito importante.

JN - Engenheiros e médicos juntos a tratar bruxismo

JN 2009.06.27
http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=1277107

IVETE CARNEIRO
Ranger de dentes incontrolável afecta o descanso e a produtividade

A Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) está a desenvolver um programa para apoiar o tratamento do bruxismo: aquele ranger de dentes desproprositado de que 85% da população sofre alguma vez na vida.

A ideia está em cima da mesa da conferência científica BioDental, que termina hoje, no Porto, e reúne médicos e engenheiros em torno de problemas dentários. O principal deles é o bruxismo, cujo nome poucos conhecem, mas que é uma realidade muito comum. Trata-se do excessivo aperto e ranger de dentes incontrolável e sem qualquer razão, muitas vezes durante a noite, sem ser sequer notado, mas que perturba o descanso, dá dor nas mandíbulas e cabeça e afecta a produtividade. Acontece alguma vez na vida de 85% a 90% das pessoas e é um mal frequente em 5% a 8% dos adultos.
...

CIDADANIA LX: Está tudo muito mais ténue, é verdade,

CIDADANIA LX: Está tudo muito mais ténue, é verdade,

.............
A obra do Terreiro do Paço...
Andavam a dizer que tinha melhorado...
Mas continua a parecer um remendo mal amanhado!

.............

Cada macaco no seu galho.
Quando se trata de elementos referenciais no país, como a Praça do Comércio, a atitude devia ser primorosa...

Qualquer pessoa sabe se gosta mais de um carro ou de outro. Agora, fazer o carro..., por simples que seja, já é para especialistas. E um carro de corridas, já não é sequer para qualquer especialista.

Uma intervenção numa praça que é o expoente de um plano urbano, do que melhor se fez no mundo já há mais de 200 anos, a ser tratado ao nível a que se trata a decoração de uma loja comercial!... é algo que, para além de envergonhar cada um de nós, que está minimamente nestes meandros, envergonha todo o país, que passa por ter uma cultura assim tão baixa.

Saber intervir no património, é perceber e respeitar o que lá está, é acrescentar valor ao que lá está, e não o contrário.

Isto que aqui querem fazer, é como pegar num quadro valioso e andar lá a dar umas pintalgadas coloridas, "ao gosto do artista"! e dizer que agora fica uma grande obra!!!!!

Haja respeito, haja educação, haja um mínimo de cultura por parte de quem governa.

E os técnicos acabem com os interesses mesquinhos das influências de cada um, quando tratamos do património do NOSSO país com esta referencialidade.

Isto é o reflexo do nível da cultura do bolso de cada um.
Quando a sociedade perceber o erro, o murro na mesa já virá tarde, como aconteceu com a Av. dos Aliados, no Porto.

Isto é uma pouca vergonha.

Ferreira arq

..........

Isto demonstra o baixo nível de cultura a que chegamos…
O que está em discussão já é apenas: - ser mais “bonito”… - ou ser menos “bonito”…

Os nossos políticos deviam perceber que somos visitados todos os dias por muitos europeus e não só, com um conhecimento cultural médio, que, quando virem esta, quase… “brincadeira”…, na praça mais referencial de Portugal, vão nivelar a nossa cultura por uma plataforma tão terceiro-mundista, que mete dó.
Um local destes nivela todo um país pelo que anda a fazer.

Ainda por cima no espaço de um plano que há 200 anos foi expoente de cultura de um povo que geria um império.

Assentem os pés na terra.

Não venham camuflar uma consulta pública com uma APRESENTAÇÃO PÚBLICA, que é um mero acto publicitário, como o que se compra quando se quer vender um champô! Isto é atirar areia para os olhos dos Portugueses.

A discussão pública tem que ser um acto de participação possibilitado a todos, e obrigatoriamente objecto de análise das referidas participações.
Para ver se com isso não passa despercebido aquilo que há que ter efectivamente em conta.

Andam a brincar às politiquices, e estão a deixar-nos ficar mal a todos.
Já não há pingo de cultura nos nossos políticos.

Apenas querem marcar o território, e não respeitam sequer o património, nem o passado honroso que tivemos.

Ferreira arq

..........

Cada macaco no seu galho.
Quando se trata de elementos referenciais no país, como a Praça do Comércio, a atitude devia ser primorosa...

Qualquer pessoa sabe se gosta mais de um carro ou de outro. Agora, fazer o carro..., por simples que seja, já é para especialistas. E um carro de corridas, já não é sequer para qualquer especialista.

Uma intervenção numa praça que é o expoente de um plano urbano, do que melhor se fez no mundo já há mais de 200 anos, a ser tratado ao nível a que se trata a decoração de uma loja comercial!... é algo que, para além de envergonhar cada um de nós, que está minimamente nestes meandros, envergonha todo o país, que passa por ter uma cultura assim tão baixa.

Saber intervir no património, é perceber e respeitar o que lá está, é acrescentar valor ao que lá está, e não o contrário.

Isto que aqui querem fazer, é como pegar num quadro valioso e andar lá a dar umas pintalgadas coloridas, "ao gosto do artista"! e dizer que agora fica uma grande obra!!!!!

Haja respeito, haja educação, haja um mínimo de cultura por parte de quem governa.

E os técnicos acabem com os interesses mesquinhos das influências de cada um, quando tratamos do património do NOSSO país com esta referencialidade.

Isto é o reflexo do nível da cultura do bolso de cada um.
Quando a sociedade perceber o erro, o murro na mesa já virá tarde, como aconteceu com a Av. dos Aliados, no Porto.

Isto é uma pouca vergonha.

Ferreira arq
.
.
JN - 2009-06-26 - Arquitecto cede a críticas e altera Terreiro do Paço
(GINA PEREIRA )

Novo projecto, a apresentar publicamente amanhã, exclui as intervenções mais contestadas.

Face às críticas que surgiram a algumas das propostas do projecto de arranjo paisagístico do Terreiro do Paço, em Lisboa, o arquitecto responsável decidiu fazer alterações ao estudo prévio, que já tem o aval do IGESPAR.

Bruno Soares, o arquitecto contratado pela Sociedade Frente Tejo para elaborar o projecto de requalificação urbanística da maior praça lisboeta, reconheceu que algumas das críticas são "justas" e deram lugar a um conjunto de alterações, ontem reveladas à Imprensa e que vão ser publicamente apresentadas amanhã, numa sessão que terá lugar no átrio do Ministério das Finanças, pelas 15.30 horas.

Segundo o arquitecto, a disponibilidade para fazer alterações estava prevista desde o início. "Isto era um estudo prévio. Tínhamos as ideias preliminares, os nossos pontos de partida, mas a intenção era que houvesse participação pública. Este projecto tem de resultar de um balanço de vários contributos e ideias", disse, salientando que a proposta foi desenhada em articulação com a Câmara de Lisboa e com o Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico (IGESPAR), que, segundo Biencard Cruz, presidente da Frente Tejo, já deu parecer positivo.

Para Bruno Soares, "o grande desafio deste projecto é conseguir criar condições para reintegrar a praça na vida da cidade". "O Terreiro do Paço bateu no fundo em termos de utilização pública. Chegou a um ponto limite e há que mudar", disse, embora reconheça que a praça nunca será a sala de estar de Lisboa "porque a sala de estar é, por excelência, o Rossio".

Para conseguir travar o "declínio" dos últimos anos e restaurar a importância histórica da praça, garantindo-lhe um uso do século XXI, Bruno Soares diz que "é essencial rever o modelo de circulação automóvel e de estacionamento" na zona. O seu projecto prevê a eliminação da circulação automóvel nas faixas laterais e a redução para duas vias (uma em cada sentido) da Avenida Ribeira das Naus. Menos espaço para os automóveis significa mais área para os peões e lazer: os passeios laterais vão ser aumentados (nivelando-os pelos lancis da rua do Ouro e da Prata) e a parte sul da praça prolongada para o rio.

Estimular a relação com o Tejo e com o Cais das Colunas - "a peça fundamental que diferencia o Terreiro do Paço de qualquer outra praça do Mundo" - é outro dos objectivos. O arquitecto prescindiu da "passadeira" que conduzia os peões desde a Rua Augusta até ao cais, mas pretende que "qualquer pessoa que venha do Rossio, desça a Rua Augusta, atravesse a praça e vá naturalmente até ao Cais das Colunas e encontre o rio".

Quanto ao centro da praça, em vez do tom ocre, Bruno Soares decidiu agora utilizar um tom mais claro (mantém o desenho em losango) e recorrer a uma gravilha que pretende "manter a memória do terreiro". O objectivo é que, a 5 de Outubro de 2010, a praça esteja transformada para poder acolher "uma grande diversidade de usos" e ser a "grande centralidade cultural da área metropolitana de Lisboa".

O que mudou no estudo prévio

Pavimento mais discreto

Em vez do tom ocre que estava previsto para o pavimento do centro da praça, Bruno Soares decidiu agora utilizar um tom mais claro. Mantém os losangos (que, em seu entender, acentuam a dimensão da praça), mas vai utilizar pedra de lioz e gravilha de lioz para "manter a memória do terreiro".

Base da estátua de D. José

Em vez da base em forma de losango de cor verde para assentar a estátua de D. José, o arquitecto decidiu agora construir uma base redonda em pedra, que vai oscilar entre 11 e 30 centímetros de altura.

Acesso ao Cais das Colunas

No anterior estudo prévio previa-se a ampliação do acesso ao Cais das Colunas de modo a formar um círculo. Essa ideia foi abandonada e, em vez dos cinco degraus de acesso ao cais, passa a haver dois degraus, uma plataforma e mais dois degraus. O atravessamento da Ribeira das Naus é feito por uma passadeira à largura do cais.

Passeios laterais terão cor

Além de serem ampliados, de modo a poderem acolher esplanadas e outras actividades, os passeios laterais terão o padrão das cartas marítimas do século XVI. Os traços serão feitos em pedra preta e vermelha.

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Provedor: Jorge Miranda retira candidatura por imposição da disciplina partidária

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9831881.html
Lisboa, 24 Jun (Lusa) - O constitucionalista Jorge Miranda, nome avançado pelo Partido Socialista para o cargo de Provedor da Justiça, retirou "completamente" a sua candidatura ao cargo quando foi imposta "a disciplina partidária", afirmou o próprio catedrático à revista Visão desta semana.
"Retiro, completamente (a candidatura). Estão marcadas novas eleições no Parlamento, para 3 ou para 10 de Julho, e eu não comparecerei. Já transmiti ao Partido Socialista que não estou disposto a ser candidato", afirma Jorge Miranda.
"Lamento é que, havendo voto secreto, com o objectivo de garantir a liberdade dos deputados, funcione, afinal, a disciplina partidária. São estas realidades que enfraquecem a instituição parlamentar. Foi então que decidi não me submeter a uma terceira votação", diz ainda Jorge Miranda.

JN - Paulo Morais - Alta velocidade eleitoral

JN 20090624
http://jn.sapo.pt/Opiniao/default.aspx?opiniao=Paulo%20Morais

Está encontrado o tema central da campanha para as eleições legislativas: a alta velocidade ferroviária, vulgo TGV. Consciente dum sentimento geral de oposição ao projecto, Manuela Ferreira Leite, por táctica ou convicção, parece decidida a opor-se à alta velocidade ferroviária. E ainda bem.

A construção do TGV, que orça em valores da ordem dos 15 mil milhões de euros, irá comprometer orçamentos de estado para três gerações. Estes gastos, feitos num país pobre, não fazem qualquer sentido. Seria como se um cidadão que andasse descalço e roto pretendesse comprar um Rolls Royce. O TGV não apresenta nenhum dos requisitos mínimos a que deve submeter-se uma qualquer obra pública. Não é economicamente viável, o investimento jamais se recupera e a exploração comercial é muito deficitária. Não induz sequer criação de riqueza. Acresce que o TGV retalhará o território, dividindo aldeias e criando barreiras entre localidades. Seria o maior atentado ao território, em particular no norte densamente povoado. Por último, nem sequer é aceitável do ponto de vista da coesão social, pois só uma ínfima minoria irá utilizar este transporte.

E, no entanto, José Sócrates persiste neste disparate. Ao pretender desbaratar os nossos impostos neste elefante branco, o primeiro-ministro surge agora aos olhos da opinião pública como o coveiro da economia portuguesa. Tenta justificar o TGV como projecto estratégico, mas tem do seu lado apenas o apoio do grande capital - da alta finança, que pretende negociar empréstimos sem risco, e das maiores construtoras, que dominam a política portuguesa.

Será pois este o tema das eleições. Que o PSD ganhará, se conseguir convencer o eleitorado de que, no governo, abandona a alta velocidade ferroviária. Tal não será fácil, pois Ferreira Leite tem um problema de credibilidade, já que foi figura central desse governo de Durão Barroso que anunciou baixar os impostos e aumentou o IVA, que garantiu abandonar a construção do aeroporto da Ota e foi o principal responsável pela sua concepção. Tem ainda um terrível calcanhar de Aquiles: alguns dos membros da direcção nacional do PSD estão altamente comprometidos, enquanto advogados, com os interesses ligados ao TGV.

Não será pois fácil a tarefa da presidente do PSD. Até porque sempre é mais fácil acreditar que Sócrates faz o TGV; do que fazer fé na coerência e determinação de Manuela Ferreira Leite, quando promete que o não faz.

DD - Maior ecopista do país vai ligar três concelhos de Viseu

http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?section_id=114&id_news=395586
Os concelhos de Viseu, Tondela e Santa Comba Dão vão no próximo ano ficar ligados por uma ecopista, a maior do país, com 49,5 quilómetros, que vai ocupar o desactivado ramal ferroviário do Dão.
A autarquia de Viseu tem já abertos 7,5 quilómetros de ecopista, tendo-se iniciado hoje a empreitada que levará a construção dos restantes 42 quilómetros, no âmbito de um projecto intermunicipal, orçado em cerca de cinco milhões de euros.
«Hoje estamos a fazer, sem comboio, o primeiro intercidades», afirmou o presidente da Câmara de Viseu, Fernando Ruas.
No prazo de oito meses, as populações dos três concelhos deverão passar a dispor desta infra-estrutura que, na opinião de Fernando Ruas, «é um paradigma da sociabilização».
«Não há nenhuma barreira, não há classes sociais. As pessoas não levam carros, nem fatos e vão do mundo rural para a cidade e da cidade para o mundo rural», contou, baseando-se na experiência de dois anos com o troço já construído em Viseu, por onde terão passado 600 mil pessoas.
Fernando Ruas considera que é também factor de desenvolvimento, contando que onde antes só havia «montes de silvas», hoje «não há jardim ou horta junto à ecopista que não estejam arranjados».
O autarca explicou que serão também requalificadas as antigas estações e outros equipamentos da antiga linha ferroviária, como a Ponte de Mosteirinho e o túnel da Póvoa de Catarina, no limite com o concelho de Tondela.
O presidente da Câmara de Santa Comba Dão, João Lourenço, lembrou que a ecopista é um «sonho antigo» do seu concelho, que chegou a estar na gaveta durante dois anos no tempo do seu antecessor.
Congratulou-se por, entretanto, as três autarquias terem decidido avançar para um projecto intermunicipal, ficando a infra-estrutura com 150 mil potenciais utilizadores.
«É, sem dúvida, um projecto que serve de exemplo a futuras colaborações entre municípios», considerou.
O presidente da Câmara de Tondela, Carlos Marta, lembrou que este é «o primeiro grande projecto» feito em consórcio por três autarquias no âmbito da Comunidade Intermunicipal da Região Dão Lafões.
O autarca espera que os três concelhos fiquem com «uma grande via de turismo, lazer e recriação».
Diário Digital / Lusa

Natureza: Voluntários internacionais trabalham no Parque Natural do Alvão para ajudar na conservação da borboleta azul

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9824225.html
Vila Real, 23 Jun (Lusa) - Nove voluntários ingleses, espanhóis e polacos vão aproveitar as suas férias de Verão para trabalhar no Parque Natural do Alvão (PNA), em Vila Real, ajudando na conservação da borboleta azul, uma espécie ameaçada que possui colónias no Alvão e Barroso.
Fonte do PNA disse hoje que os voluntários, que pertencem à BTCV - uma associação inglesa de voluntariado para a conservação da natureza, chegam ao Alvão quarta-feira, permanecendo neste parque natural até 04 de Julho.
Maioritariamente ingleses, os voluntários, entre os 25 e os 67 anos, são ainda provenientes da Polónia e Espanha.

Leucemia: José Carreras anuncia criação de centro de investigaçãio exclusivamente dedicado à doença

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9825000.html
Porto, 23 Jun (Lusa) - O tenor espanhol José Carreras, que hoje foi doutorado Honoris Causa pela Universidade do Porto, anunciou que em 2012 a fundação a que preside irá ter em funcionamento um centro internacional de investigação exclusivamente dedicado à leucemia.
"A nossa fundação assumiu o compromisso de construir e equipar um centro de investigação, que irá acolher mais de 100 profissionais agrupados em dez equipas", disse Carreras no seu discurso de agradecimento.
A Fundação José Carreras para a Luta Contra a Leucemia "nasceu para contribuir para transformar a leucemia numa doença totalmente curável para todos e em todos os casos", frisou ainda o tenor.

Violência: Bullying "arruina a vida" de cerca de 40 mil crianças portuguesas - Especialista holandês

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9824901.html
Lisboa, 23 Jun (Lusa) - O "bullying" é uma guerra silenciosa que atinge muitos lares portugueses e "arruína a vida" de cerca de 40 mil crianças, com elevados custos para o Estado, segundo o director de uma associação de pais cristãos holandesa.
A estudar este tipo de violência física ou psicológica desde 1994, Werner Katwijk, director da Ouders & Coo, afirmou hoje no seminário " Bullying - Prevenção da violência na escola, no trabalho e na sociedade", promovido pela Fundação Pró Dignitate, que dois milhões de crianças são severamente vítimas deste fenómeno na Europa.
Katwijk citou um estudo realizado em 2000 na Holanda com crianças que frequentavam a escola, segundo o qual, dos 2,4 milhões de crianças holandesas, 385 000 eram vítimas de bullying por outras crianças e entre elas 75 000 foram de tal forma vítimas de violência física e psicológica que a vida escolar se tornou um inferno.
Comentário na Lusa,
relativo a comentário menos correcto aí colocado:
O bullying é bem mais que isso.E grande parte das vezes resulta do facto dos pais não darem educação aos filhos, e estes andarem por aí como reis e senhores de tudo e de todos, não respeitando os colegas, nem os idosos, nem o património.
Se as famílias conseguissem que os seus filhos tivessem a persepção da gravidade dos actos que praticam e das atitudes que tomam, estes números seriam de facto inferiores.
Esquecem-se muitas vezes os pais que as liberdades excessivas com que criam os filhos, são o adubo da falta de respeito que os seus próprios filhos lhes vão ter.
E depois a culpa é da falta de vigilância... dos professores, etc...

Baleias: Observação de cetáceos gerou receitas de 11,5 milhões de euros em Portugal

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9825463.html
Funchal, 23 Jun (Lusa) - A indústria de observação de baleias no território português gerou em 2008 receitas de 11,5 milhões de euros (16,1 milhões de dólares), conclui um relatório sobre esta actividade a nível mundial divulgado hoje no Funchal.
Este trabalho da IFAW (International Fund for Animal Welfare) foi apresentado no âmbito da 61/a reunião plenária da Comissão Baleeira Internacional, que reúne na capital da ilha da Madeira centenas participantes de 85 países.
A investigação, intitulada "Whale Watching Worldwide: Tourism numbers, expenditures and economic benefits", conclui que este nicho de mercado do sector turístico tem vindo a crescer em todo o mundo na última década.

Porto: Câmara aprova remodelação do Palácio de Cristal, com críticas da CDU

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9826133.html
Porto, 23 Jun (Lusa) - A Câmara do Porto aprovou hoje o projecto de remodelação do Palácio de Cristal, com votos favoráveis do PSD, CDS e PS, e críticas da CDU ao modelo de negócio e à destruição do lago.
"Porque é que a contracção do empréstimo tem de ser do município? Porque é que o risco tem de ser associado ao município e não ao consórcio?", questionou o vereador da CDU, Rui Sá, na reunião pública de hoje do executivo camarário do Porto.
Rui Sá criticou também o projecto de arquitectura, salientando que a ampliação do edifício "destrói por completo o lago do Palácio de Cristal".

Águeda: Párocos dinamizam petição por mais policiamento após vaga de assaltos a igrejas

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9826411.html
Aveiro, 23Jun(Lusa) - Uma petição para que seja reforçado o policiamento vai ser apresentada em vinte paróquias do concelho de Águeda, na missa dominical, para ser encaminhada para o Governo Civil de Aveiro, disse hoje à Lusa um dos promotores.
Esta decisão é a reacção a uma vaga de assaltos a igrejas e capelas que começou no início do ano, mas que "desde há um mês" aumentou de frequência.
Segundo o padre João Paulo, promotor da petição, "a dissuasão é a melhor forma de lhe pôr termo porque não vale a pena prender ninguém, para isso é preciso mais policiamento".

Espaço: Contaminação luminosa já impede 99% dos europeus de ver a via láctea

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9828608.html
Sevilha, Espanha, 24 Jun (Lusa) -- A contaminação luminosa já impede 99 por cento dos europeus de ver a via láctea desde as suas casas, segundo vários cientistas que hoje apresentaram em Sevilha (Espanha) a iniciativa Starlight, para combater o problema.
A iniciativa, impulsionada pelo Instituto Astrofísico das Canárias (Espanha) foi apresentada na 33ª reunião do Comité do Património Mundial da UNESCO, que está a decorrer em Sevilha.
A organização pretende que a iniciativa Starlight se alargue a nível internacional, especialmente a espaços naturais protegidos, a que dará certificados que confirmem estar livres desta contaminação.

Saúde: Cerca de 500 mil portugueses com Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica já têm "Carta de Direitos"

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9828342.html
Lisboa, 24 Jun (Lusa) - Os cerca de 500 mil portugueses com Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC) já têm uma "Carta de Direitos dos Doentes com DPOC", que garante uma melhoria nas suas condições de vida, anunciou hoje a associação Respira.
O documento foi aprovado na Primeira Conferência Mundial dos Doentes com DPOC, realizada recentemente em Roma, onde Portugal esteve representado pela Respira, Associação Portuguesa das Pessoas com DPOC e outras Doenças Respiratórias Crónicas, que desde 2007 tem assumido um papel activo na luta pelos direitos das pessoas com esta patologia.
Para a presidente da Respira, Luísa Soares Branco, "a definição formal destes direitos é um reconhecimento das dificuldades que, diariamente, afectam cerca de 210 milhões de pessoas em todo o mundo".

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Açores: Movimento cívico contesta construção de percurso pedonal em madeira na Lagoa do Fogo

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9829498.html
24 de Junho de 2009, 15:15
Ponta Delgada, 24 Jun (Lusa) - O movimento cívico "SOS Costa Norte" manifestou-se hoje contra a construção de um percurso pedonal em madeira no interior da cratera da Lagoa do Fogo afirmando ser "um atentado" à preservação daquele ponto turístico de São Miguel.
"Não se trata de uma medida correcta numa Reserva Natural. A Lagoa do Fogo distingue-se das outras por se manter praticamente intacta e esta intenção do Governo, apoiada pela Câmara da Ribeira Grande não é de todo a mais indicada", disse à agência Lusa Filipe Tavares do movimento "SOS Costa Norte", que lançou terça-feira uma petição na internet.
Segundo Filipe Tavares, o percurso pedonal em madeira irá ligar a parte final do trilho pedestre que vem da Lombadas até à areia das praias da Lagoa do fogo.

Baleias: Austrália dá 850 mil euros à CBI para conservação e programas científicos sobre baleias

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9829457.html
Funchal, 24 Jun (Lusa) -- A Austrália vai doar 1,5 milhões de dólares australianos (850 mil euros) à Comissão Baleeira Internacional para programas de conservação e investigação científica sobre baleias e outros cetáceos, anunciou hoje o ministro australiano do Ambiente.
O governante australiano fez esta revelação na conferência de imprensa de apresentação de um relatório da World Wildlife Fund (WWF) sobre "Os Pequenos Cetáceos, as Baleias Esquecidas", tendo anunciado ainda que a Austrália e a Nova Zelândia vão realizar, até ao final deste ano, a primeira expedição científica conjunta ao Antártico.
"A Austrália veio a esta reunião determinada a fazer valer a sua proposta de revisão da Comissão e promover uma acção real de conservação das baleias e golfinhos e esta contribuição de 1,5 milhões de dólares australianos colocará a CBI neste caminho", disse.

Internet: Fundador do Twitter garante que rede social se manterá gratuita para utilizadores

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9829731.html
Lisboa, 24 Jun (Lusa) - O co-fundador do Twitter Biz Stone assegurou hoje que esta rede social será sempre gratuita para os seus utilizadores, apesar de estar a ser estudado um modelo de negócio que a torne lucrativa.
"Penso que o Twitter deverá ser sempre gratuito para as pessoas e empresas", que o utilizam, disse à Lusa à margem de uma conferência organizada pelo jornal i sobre "ideias que definem um ciclo de mudança".
Garantindo estar igualmente fora de questão o uso de publicidade no site, Biz Stone afirmou à Lusa que quer transformar o Twitter numa empresa lucrativa, e que está a "estudar algumas ideias", embora não tenha ainda o "plano perfeito".

Baleias: 40 voluntários vão arriscar a vida para "afundar" frota japonesa no Antártico

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9830080.html
Funchal, 24 Jun (Lusa) - Quarenta voluntários de todo o mundo vão "arriscar a vida", entre Dezembro e Março, numa campanha da organização ecologista Sea Shepherd Conservation Society (SSCS) para impedir a caça às baleias no Antártico, anunciou hoje a instituição.
A iniciativa foi divulgada pelo fundador da SSCS, Paul Watson, à margem da 61/a reunião plenária da Comissão Baleeira Internacional que decorre na capital madeirense até sexta-feira.
"O nosso objectivo é ir lá e 'afundar' a frota japonesa do ponto de vista económico", adiantou, realçando que as acções promovidas por esta organização visam pôr os baleeiros nipónicos "fora do negócio".

Açores: Arquipélago poderá acolher "laboratório internacional distribuído" para o estudo das alterações climáticas no Atlântico Norte

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9831029.html
Horta, 24 Jun (Lusa) - O Arquipélago dos Açores pode vir a acolher um "laboratório internacional distribuído" destinado ao estudo das alterações climáticas no Atlântico-Norte, revelou hoje o ministro da Ciência e do Ensino Superior, Mariano Gago.
O projecto pioneiro foi revelado durante a assinatura, na cidade da Horta, de um protocolo de cooperação estabelecido entre a Fundação para a Ciência e Tecnologia e a Universidade de Massachusetts, nos Estados Unidos da América.
Segundo o governante, a criação deste laboratório constitui uma "oportunidade científica" para complementar "a malha de investigação observacional" que existe em várias partes do globo, ligadas ao estudo das alterações climáticas.

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Lisboa: Comissão de Habitação rejeita venda de palácios e recomenda concessão

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9817689.html
Lisboa, 21 Jun (Lusa) -- A Comissão de Habitação vai recomendar à Assembleia Municipal de Lisboa que recuse a venda dos palácios que a autarquia quer alienar para serem transformados em hotéis de charme, disse à Lusa fonte daquela estrutura.
"A nossa posição mantém-se na defesa de que os edifícios não precisariam de deixar de ser propriedade municipal e que a autarquia poderia concessioná-los para que fossem recuperados e usados como hotéis de charme, por exemplo", disse o presidente da comissão, Pedro Portugal Gaspar.
A proposta inicial de venda em bloco de seis edifícios apresentada pela autarquia acabou por ser chumbada pela Comissão em Janeiro e a Câmara reformulou a ideia, optando por excluir o edifício do Passo da Procissão do Senhor dos Passos da Graça, no Largo Rodrigues de Freitas (Socorro) e apresentar propostas de alienação separadas para cada um dos restantes.
Comentário:
Aparece finalmente algum juizo.
Vamos fazer votos que pelo menos assim se salvaguarde o que resta do nosso património.
Aquilo que não for possível reabilitar para o público, nem a través de associações de carácter público, que seja então concessionado, com parâmetros de devolução que salvaguardem as condições dos edifícios, e com clausulas de reversão em caso de incumprimento.
E sempre, só após um período de consulta pública bem divulgada.
Parabéns
Ferreira arq

Incêndios: MAI atribui às condições climatéricas o aumento da área ardida este ano

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9817711.html
Portalegre, 21 de Jun (Lusa) - O ministro da Administração Interna, Rui Pereira, considerou hoje que o aumento significativo da área ardida nos primeiros cinco meses deste ano, face a igual período de 2008, deve-se às condições climatéricas que têm sido "piores".
"No ano passado as condições climatéricas foram muito boas e este ano as condições climatéricas têm sido piores", declarou.
O titular da pasta da Administração Interna reagia aos números avançados hoje pela Autoridade Florestal Nacional (AFN), que revelam que a área ardida em Portugal quase quadruplicou entre 01 de Janeiro e 15 de Maio deste ano relativamente ao mesmo período de 2008.

Segurança Rodoviária: Cerca de 39 mil pessoas morreram nas estradas da UE em 2008

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9819461.html
Bruxelas, 21 Jun (Lusa) - Cerca de 39 mil pessoas morreram em acidentes nas estradas da União Europeia (UE) em 2008, menos 8,5 por cento em relação ao ano anterior, revela um estudo divulgado segunda-feira pelo Conselho Europeu da Segurança nos Transportes (ETSC).
A Europa, que estabeleceu reduzir até 2010 para metade o número de mortes na estrada atingido em 2001, continua muito longe dessa meta.
De acordo com a agência France Press, o número de mortes por ano em acidentes na estrada diminuiu em cerca de 15.400 desde 2001 (54.400 mortos), o que representa uma diminuição média anual de 4,4 por cento.

Ambiente: Primeira unidade industrial de vermicompostagem em Portugal começa a funcionar em Outubro perto de Beja

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9820299.html
Beja, 22 Jun (Lusa) -- A primeira unidade industrial de vermicompostagem em Portugal deverá começar a funcionar em Outubro, perto de Beja, onde milhares de minhocas vão transformar resíduos orgânicos e lamas em bionutriente, disse hoje à agência Lusa um promotor do projecto.
Segundo João Completo, sócio da Lavoisier, a empresa promotora, as obras de construção da unidade de vermicompostagem de Beja, previstas começar no início do passado mês de Março, "só arrancaram na semana passada" e deverão terminar "no final de Setembro".
A confirmar-se a previsão, a unidade de vermicompostagem de Beja, que será a primeira com dimensões industriais em Portugal, onde só existe a unidade piloto de média dimensão incluída no Centro Integrado de Tratamento de Resíduos do Vale do Ave, em Riba de Ave, no concelho de Vila Nova de Famalicão, deverá começar a funcionar "em Outubro", estimou João Completo.

Porto: Nuno Cardoso condenado a três anos de pena suspensa por ter beneficiado Boavista

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9821332.html
Porto, 22 Jun (Lusa) - O ex-presidente da Câmara do Porto Nuno Cardoso foi hoje condenado a uma pena suspensa de três anos de prisão por ter ordenado o arquivamento indevido de processos de contra-ordenação do Boavista FC.
Nuno Cardoso foi condenado por um crime de prevaricação, considerando o Tribunal de S. João Novo, Porto, que agiu "contra direito" ao ordenar o arquivamento.
"Houve intenção de beneficiar o Boavista FC" e uma "elevada ilicitude dos factos", referiu o juiz-presidente, João Amaral, na leitura do acórdão.

sábado, 20 de junho de 2009

DD - UE oferece ajuda à China para travar emissões de CO2

http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?section_id=114&id_news=394702
DD 20090620
Bruxelas iniciará na próxima semana acções que visam ajudar a China e a Índia a desenvolverem tecnologia para travar as emissões responsáveis pelo aquecimento global, de acordo com o esboço de uma resolução da Comissão Europeia.
A Captura e Armazenamento de Carbono (CCS, na sigla em inglês), um processo de enterrar gases prejudiciais, é tido por alguns como uma arma potencial para travar as emissões de gases responsáveis pelo efeito estufa.
A União Europeia começará um processo de consulta financeira e de tecnologia que deverá ser entregue à China e depois à Índia. Isto pode ser decisivo para garantir o comprometimento de ambos os países com um novo acordo global sobre alterações climáticas que será discutido em Copenhaga em Dezembro.
A proposta terá um orçamento inicial de cerca de 60 milhões de euros provenientes de um fundo de desenvolvimento já existente da UE, mas também pode receber outros recursos de indústrias e contribuintes.

Religião: Cardeal patriarca quer defender as crianças de uma sociedade capaz de as "corromper e violentar"

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9814540.html
Fátima, 20 Jun (Lusa) - O cardeal patriarca de Lisboa, D. José Policarpo, sublinhou hoje, em Fátima, a necessidade de "defender as crianças do espírito do mundo" e de uma sociedade capaz de "corromper e violentá-las".
Considerando que a sociedade contemporânea se assemelha mais aos fariseus do que aos "anawin", os que confiavam em Deus, D. José Policarpo considerou ser mais do que nunca necessário "ouvir as crianças, tomá-las à sério".
"Isto interpela a sociedade a conceber a convivência com crianças, aquilo a que chamamos educação, a partir da criança e não do adulto", defendeu também o dignitário da Igreja Católica numa conferência no congresso "Francisco Marto: crescer para o dom", no âmbito das celebrações do centenário do nascimento deste vidente de Fátima.

Tejo: Amigos do Tejo e Tajo Sostenible querem elevar o rio a património mundial

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9815366.html
Vila Franca de Xira, 20 Jun (Lusa) -- A Associação dos Amigos do Tejo e a associação espanhola Tajo Sostenible estão a trabalhar num projecto de candidatura transnacional do Rio Tejo a património mundial, reconhecido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).
O I Encontro Ibérico Tagus Universalis, que aconteceu hoje no Museu do Neo-Realismo, em Vila Franca de Xira, pretendeu promover a iniciativa e conquistar novos parceiros.
À margem do Encontro, o presidente da Associação dos Amigos do Tejo, Carlos Salgado, disse à Lusa que a Câmara de Lisboa não acredita na candidatura do Rio Tejo: "A anterior Câmara afirmou publicamente que era parceira da candidatura, no último Congresso do Tejo [em 2006]. Mas o vereador Sá Fernandes não acredita liminarmente na candidatura mesmo sem a reconhecer", afirmou à Lusa Carlos Salgado.

Carjacking: Quatro indivíduos encapuzados roubam duas viaturas em Paredes

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9814469.html
Paredes, Porto, 20 Jun (Lusa) - Quatro indivíduos encapuzados e armados de caçadeiras de cano serrado roubaram na madrugada de hoje duas viaturas em Madalena, Paredes, pelo método de "carjacking", a um casal que seguia cada um no seu carro, disse hoje fonte policial.
O roubo violento ocorreu cerca das 02:50, na urbanização da Pena, Madalena, concelho de Paredes, distrito do Porto.
"O homem ficou nu e foi atirado para um silvado" e a mulher foi deixada "de cuecas", "no intuito provavelmente de atrasar a comunicação do assalto", indicou à Agência Lusa fonte do Comando-Geral da Guarda Nacional Republicana (GNR).

Protecção de Dados: Comissão com "fortes reservas" sobre retenção e reprodução de Bilhete de Identidade

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9812690.html
Lisboa, 20 Jun (Lusa) - A Comissão Nacional de Protecção de Dados manifesta "fortes reservas" à retenção e reprodução do Bilhete de Identidade (BI) por entidades pública ou privadas, estando a ponderar emitir um parecer devido à falta de "consciência das regras".
Apesar de uma sugestão antiga do Provedor de Justiça às entidades públicas para que evitem reter ou reproduzir o BI, a Comissão Nacional de Protecção de Dados (CNPD) tem recebido queixas relativas a diversos sectores, alegando que se continua a fazer tal exigência.
A Comissão Nacional de Protecção de Dados (CNPD), que analisou alguns casos, concluiu que existem "regras legais especiais" que admitem a digitalização dos BI dos viajantes das companhias aéreas TAP e SATA.

Astronomia: "Noite das Estrelas" alerta para poluição luminosa nas cidades

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9814131.html
Lisboa, 20 Jun (Lusa) - A iluminação pública inadequada não alumia onde deve e causa poluição luminosa, um fenómeno pouco divulgado que estará em foco, a 18 de Julho, na "Noite das Estrelas", uma iniciativa para quem não tem medo do escuro.
No âmbito da actividade, que se insere no Ano Internacional da Astronomia e que coincide com a abertura do programa Astronomia no Verão da Agência Nacional Ciência Viva, é proposto aos municípios que desliguem parcialmente a iluminação pública por um período de uma hora.
"Ouvimos falar de diversos factores poluentes praticamente todos os dias, mas não são comuns as referências à poluição luminosa", assinalou Pedro Ré, presidente da Associação Portuguesa de Astrónomos Amadores e coordenador da actividade.

Segurança: Mega operação da PSP decorre a nível nacional no combate ao crime

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9813829.html
Lisboa, 19 Jun (Lusa) - A Polícia de Segurança Pública iniciou hoje de manhã uma "mega operação" nacional no âmbito do "combate ao crime, prevenção e segurança dos cidadãos", disse hoje à agência Lusa a comissária Paula Monteiro da Unidade Especial de Polícia.
A operação policial "abrange todo o território nacional" nas competências da Polícia de Segurança Pública (PSP) e "envolve todos os efectivos disponíveis, incluindo os agentes da Unidade Especial de Policia (UEP)", explicou a comissária.
Paula Monteiro avançou que a "PSP está a fiscalizar desde os bairros considerados problemáticos" até às "vulgares infracções de trânsito", passando pelo "combate ao tráfico de droga e outros crimes", considerados mais complexos.

TGV: Economistas pedem debate técnico e não político

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9813414.html
Lisboa, 19 Jun (Lusa) - Os economistas e antigos governantes contactados esta tarde pela agência Lusa consideram que a discussão técnica sobre o TGV não deve misturar-se com o debate político-partidário.
"O documento não deve transformar-se num cavalo de batalha política", disse o economista Daniel Bessa, que é um dos subscritores do texto que é apresentado oficialmente no sábado.
Discursando nos Encontro do Millennium BCP, já ao fim da tarde, Daniel Bessa revelou que as cerca de três dezenas de economistas e empresários contactados por Alexandre Patrício Gouveia e Eduardo Catroga para a subscrição do documento foram convidados a "apresentar um documento anexo com o seu entendimento sobre os projectos". "Eu próprio agreguei um texto em que fiz uma análise do investimento público e do contributo que ele tem na indução do investimento privado", disse Daniel Bessa.

Educação: Metade das escolas acompanhadas dizem que avaliação provocou "perturbação", outras falam em "medo"

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9813015.html
Lisboa, 19 Jun (Lusa) - Mais de metade das escolas (56 por cento) acompanhadas pelo CCAP reportaram clima de perturbação e tensão provocado pelo processo de avaliação de desempenho docente, enquanto outras acrescentaram "um clima geral de medo", provocado pela tutela ou colegas.
Esta é uma das "implicações" do processo de avaliação no clima dos estabelecimentos de ensino, constante no relatório de acompanhamento e monitorização do Conselho Científico para a Avaliação dos Professores (CCAP), realizado através de visitas e estudos a 30 escolas.
Também metade das escolas aponta os conflitos internos, nomedamente a "deterioração da relação entre colegas" ou a divisão entre avaliadores e avaliados, o que provocou situações de "animosidade". Em vários relatórios é apontada a indignação dos professores face às decisões da tutela e em metade é referido o "desgaste" provocado pelo processo.

Educação: Ministra pede parecer sobre modelo original de avaliação ou regime simplificado para o próximo ano

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9812680.html
Lisboa, 19 Jun (Lusa) - A ministra da Educação pediu ao Conselho Científico para Avaliação de Professores (CCAP) um parecer sobre se no próximo ano deverá ser adoptado o modelo original, com as alterações consideradas necessárias, ou mantido o regime simplificado aplicado em 2008/09.
Em comunicado, o Ministério da Educação divulga o relatório do CCAP enviado a Maria de Lurdes Rodrigues sobre o acompanhamento e a monitorização da avaliação de desempenho docente, anexando o despacho da ministra sobre esta matéria dirigido àquele órgão.
O processo de avaliação dos professores foi simplificado por duas ocasiões e foi um dos motivos para as manifestações de docentes de 08 de Março e 08 de Novembro de 2008 e de 30 de Maio deste ano.

Literatura: Saramago propõe unir o conjunto de aldeias históricas da Beira Interior num itinerário.

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9811927.html
Figueira de Castelo Rodrigo, Guarda, 18 Jun (Lusa) - O escritor José Saramago partiu hoje com "os amigos de Salomão" para Valladolid, depois de pernoitar na Aldeia Histórica de Castelo Rodrigo e lançar o desafio de unir o conjunto de aldeias históricas da Beira Interior num itinerário.
"Que o Salomão possa contribuir para isso", disse à Lusa, reconhecendo a importância que provocou nos locais que escolheu para esta sua viagem.
José Saramago prefere "não fazer acreditar as pessoas que o elefante passou por aqui ou por ali", bastando-lhe no seu entender "dizer-lhes que podia ter passado".

Gripe A H1N1: Pandemia é fenómeno esperado, permite "cuidadosa preparação" - DGS

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9811906.html
Coimbra, 19 Jun (Lusa) - O director-geral da Saúde, Francisco George, afirmou hoje que uma eventual pandemia de gripe em Portugal é "um fenómeno que é esperado", o que vai permitir "uma cuidadosa preparação".
"Estamos perante um fenómeno esperado. Isto vai permitir uma cuidadosa preparação. Os planos de contingência vão permitir que as respostas sejam dadas rapidamente, quando for caso disso", afirmou em Coimbra.
Francisco George falava aos jornalistas no final de um encontro sobre o plano de contigência para a pandemia de gripe na região Centro, com responsáveis dos hospitais e dos 16 agrupamentos de centros de saúde, que decorreu hoje no auditório da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra.

Obras Públicas: Economistas apresentam no sábado manifesto contra grandes obras públicas

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9812162.html
Lisboa, 19 Jun (Lusa) - Cerca de três dezenas de economistas assinaram um manifesto contra as grandes obras públicas, entre os quais Luís Campos e Cunha, que considera que os investimentos previstos devem ser reavaliados.
"Sou um dos subscritores deste manifesto, porque considero que as grandes obras públicas devem ser reavaliadas tendo em conta o novo contexto e deve ser feito um amplo debate sobre estes investimentos", disse à agência Lusa Campos e Cunha, ex-ministro das Finanças de José Sócrates.
O manifesto será divulgado no sábado, disse à Lusa Campos e Cunha, que acrescentou que "não é contra as grande obras públicas", mas "é a favor de uma reavaliação" dos investimentos.

Enoturismo: Assembleia de Regiões Europeias pretende criar Rota Europeia de Vinhos

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9811902.html
Évora, 19 Jun (Lusa) - O presidente da Assembleia de Regiões Vitícolas Europeias (AREV), Jean-Paul Bachy, defendeu hoje, em Évora, a criação de uma Rota Europeia de Vinhos, como forma de promover "locais com uma história muito prestigiante".
"A vinha veio modelar a paisagem e conseguiu criar uma arquitectura muito particular. Portanto, este património natural e construído representa uma história com muito prestigio que pode ser também uma cultura popular que é interessante de divulgar", disse.
Jean-Paul Bachy falava à margem da 17/a sessão plenária da Assembleia-Geral da AREV, que decorre até sábado nas instalações da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo (CCDRA).

Advogados: Buscas a escritórios são próprias de "Estado terrorista" - bastonário

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9810960.html
Lisboa, 19 Jun (Lusa) - O bastonário da Ordem dos Advogados, Marinho e Pinto, considerou hoje que as buscas judiciais feitas a escritórios de advogados "sem indícios fortes da prática de crimes" são próprias "de um Estado terrorista".
"Num Estado de direito, o sigilo profissional é tão importante como a independência dos juízes. Estamos a assistir a um manancial de buscas a escritórios de advogados próprio de um Estado terrorista", afirmou o bastonário na abertura de um encontro dos advogados de empresa que decorreu hoje no auditório do Montepio em Lisboa.
O bastonário mostrou-se "indignado" com as buscas judiciais feitas a advogados "para irem buscar provas contra os seus clientes".

Internet: EUA condenam mulher a pagar 1,3 ME por pirataria de música

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9810648.html
Lisboa, 19 Jun (Lusa) - Uma mulher norte-americana foi condenada, no estado de Minnesota, a pagar 1,3 milhões de euros à indústria discográfica por ter partilhado ilegalmente 24 músicas na Internet, foi hoje anunciado.
Esta é a primeira vez que um tribunal norte-americano decreta uma sentença por causa da partilha ilegal de ficheiros de música na Internet, apesar dos mais de 30.000 processos que foram levantados contra particulares.
Jammie Thomas-Rasset, de 32 anos e que diz ser "uma grande fã de música", foi acusada de violação de direitos de autor por ter partilhado ficheiros digitais de 24 canções de artistas como Sheryl Crow e Green Day.

Douro Internacional: Abertura de um caminho dá em embargo, autarcas arguidos e ameça de desanexação

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9808501.html
Miranda do Douro, Bragança, 19 Jun (Lusa) - O embargo da abertura de um caminho no Douro Internacional desencadeou um diferendo entre vários autarcas e o Instituto de Conservação da Natureza com processos de contra-ordenação, acusações de fundamentalismo e uma aldeia a ameçar desanexar-se da área protegida.
Os presidentes das Câmaras de Miranda do Douro e de Vimioso e o presidente da Junta de Freguesia de Miranda do Douro podem responder pelo crime de desobediência, que dá perda de mandato, e incorrem numa coima até perto de 50 mil euros.
A localidade de Aldeia Nova ameaça pedir em Tribunal a desanexação do Parque Natural do Douro Internacional, se não se fizer o caminho.

Ambiente: Autarcas e ambientalistas contestam poluição nos rios internacionais portugueses

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9806443.html
Lisboa, 19 Jun (Lusa) - A qualidade da água dos rios internacionais está a preocupar autarcas e ambientalistas portugueses das zonas raianas, que reclamam mais atenção e cuidados do lado de lá da fronteira espanhola.
Os problemas motivaram já, no caso do Tejo, uma manifestação a realizar sábado em Espanha, que junta ambientalistas e cidadãos dos dois países para alertar as autoridades espanholas para os problemas que o rio enfrenta.
Mas em Trás-os-Montes, o presidente da Câmara Municipal de Miranda do Douro, Manuel Rodrigo, também confirma que têm tido "problemas" com a poluição vinda de Espanha para o rio Douro.

Parques Infantis: Regras de segurança mais apertadas a partir de hoje, APSI pede suspensão da lei

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9809092.html
19 de Junho de 2009, 06:37
Lisboa, 19 Jun (Lusa) - A partir de hoje os parques infantis têm de estar vedados e ter barreiras que limitem a passagem junto aos baloiços, regras que visam reforçar a segurança das crianças, mas que a Associação para a Promoção da Segurança Infantil (APSI) questiona.
O diploma legal que entra em vigor hoje foi publicado em Maio complementando um outro de 1997 e estabelece regras e obrigações às entidades responsáveis pelos espaços quanto às condições de vigilância e de informação e em relação às condições físicas.
Ao abrigo deste diploma, passa a ser obrigatória "uma vedação ou outra barreira física" que delimite os parques infantis e impõem-se soluções técnicas que limitem a passagem junto dos baloiços e outros equipamentos que incluam balanço com vista a reduzir o risco de acidentes.

sexta-feira, 19 de junho de 2009

COMUNICADO DA PLATAFORMA POR MONSANTO SOBRE A DECISÃO DO GOVERNO PARA SUSPENSÃO PARCIAL DO PDM EM LISBOA PARA CONSTRUÇÃO DE UMA SUBESTAÇÃO DA REN.



A Plataforma por Monsanto manifesta a sua enorme preocupação com a decisão anunciada pelo governo de suspensão parcial do PDM para construir no Parque florestal de Monsanto uma subestação da Rede Nacional de Transporte de Energia.

Esta proposta, de suspensão parcial do PDM, foi chumbada pela maioria dos Vereadores em sessão de Câmara no dia 20 de Maio que recusou dar parecer favorável ao projecto contando apenas com os votos favoráveis dos Srs. Vereadores do PS e do Sr. Vereador dos espaços verdes, Dr. José Sá Fernandes.

No entender da Plataforma por Monsanto esta resolução do conselho de Ministros representa um total desrespeito pelas decisões tomadas pela CML, pela população de Lisboa, pelos seus eleitos e uma interferência inadmissível na vida da cidade.

A Plataforma por Monsanto, que nunca pôs em causa a importância da obra, manifesta uma vez mais a sua incompreensão por nunca terem sido estudadas ou apresentadas alternativas nem ter sido realizado qualquer estudo de impacto ambiental.

Esta obra vai roubar ao Parque Florestal de Monsanto mais 5 305 m2 de área, densamente arborizada, juntando-se esta a tantas outras que lhe têm sido roubadas ao longo dos anos pelos mais diversos motivos, muitas vezes sem qualquer preocupação ambiental ou de protecção do parque.

A Plataforma por Monsanto apela ao governo para que suspenda esta decisão, ao Srs. Vereadores para que mantenham a sua decisão e sobretudo ao executivo camarário para que ponha os interesses da cidade em primeiro lugar, defendendo-a, apontando soluções alternativas e obrigando a um estudo sério de impactos ambientais para o local.
A Plataforma por Monsanto - 17-06-09
::::
É impressionante a forma como este governo tem lidado com os problemas ambientais. Desde os PIN á redução das coimas para os "coitados" que poluem, passando pela destruição da reserva ecológica nacional tudo vale. Parece que as áreas protegidas só o são enquanto convêm ou até aparecer algo de melhor para lá por. Ainda por cima o Mistério do ambiente que tem lá famosos ex-ambientalistas. A fazer o quê? E que dizer da posição do executivo camarário? Não é função dos espaços verdes defender os mesmos espaços verdes?
publicado tambem em: http://arvoresaopoder.blogspot.com/

.
Comentário meu para o Post do CidadaniaLx:

O comentário final estará um pouco equivocado.
As delimitações das áreas protegidas nos planos servem mesmo é para desvalorizar esses terrenos, que assim estarão a preços irrisórios no mercado, para os "amigos" os poderem adquirir e implementarem aí projectos tipo "PIN".
E assim crescem grupos económicos que depois vão aparecer com gestores... imaginem oriundos de onde?
Agora essa de suspender parcialmente um PDM, é uma anedota tão grande, tão grande, que só nós admitimos, Portugueses de brandos costumes.
Porque é que temos PDM's em vigôr em Portugal?
-Porque a Comunidade Europeia nos obrigou.
Quando nos obrigou?
-No inicio dos anos 90.
Porquê?
- Porque sabia que se continuasse a mandar para cá fundos estruturais para os municípios sem um planeamento municipal estruturado, não haveria resultado prático de fundos que deveriam ser estruturais.
Como obrigou?
-Simples: Os municípios que não tivessem o Plano Director em vigor no município não tinham direito a fundos estruturais europeus!
E os municípios cumpriram?
-Até se desunharam todos: em 1994/95, a quase totalidade dos municípios do país aldrabou os trabalhos e colocou em vigor um PDM; fraco, fraquinho, ou mesmo muito fraquinho, mas tinha um município com um Plano Director a ser rectificado a um prazo de 10 anos.
E receberam os fundos estruturais?
-Claro, todos; muito graveto!
E então?
-Então o município deixa de ter um Plano Director Municipal.
Ao suspender o PDM quanto a determinada área do município, passa a ter apenas um Plano Director para uma área restante do município.
Deixa de cumprir os parâmetros vinculativos da CE no que se refere aos fundos estruturais daí oriundos.
Em princípio terá que devolver todos os fundos estruturais que recebeu, já que os recebeu com a condição de ter planeamento municipal a cumprir os parâmetros da democracia, com períodos de discussão pública, etc, avalizados por um ordenamento social de aprovações em Câmara, Assembleia Municipal, publicação em D.R. e período de entrada em vigor.
E depois?
-Havia rodos de dinheiro em fundos estruturais, que em princípio, em poucos anos, desenvolveriam a economia e a cultura de um povo que estaria assim mais ordenado, e capaz de ombrear e sociabilizar com os restantes países da comunidade.
Parece que não resultou!
-Estamos a dezenas de anos de distância, por continuar a esperteza saloia e antidemocrática de não cumprir parâmetros igualitários de direito, para todos, e a resolver com artimanhas camufladas questões que têm um enquadramento legal de procedimento.
10º
Como?
-Depois de ter um PDM em vigor, validado por princípios constitucionais de direito colectivo, o único procedimento para modificar uma ocupação territorial aprovada, é por uma ALTERAÇÃO a esses parâmetros. E essa alteração está regulamentada. Passa novamente por consulta pública, Câmara, Assembleia, publicação, etc.
A suspensão parcial de PDM é uma alteração encapuçada a uma ocupação de determinado espaço, sem cumprir os parâmetros regulamentares fundamentais a essa alteração, na medida que passa a permitir para aí o que der na real gana dos ditadores que fazem uma coisa dessas. Se estivessem numa democracia não era possível.
11º
Que fazer?
-Como somos mais educados e não temos poder para isso, não dá para "ir à cara" a quem abdica desta forma da democracia, não respeitando decisões regulamentares com fundamento constitucional em que o povo se pronunciou.
O melhor será mesmo fazer algumas queixas no tribunal das comunidades europeias quanto ao que se está a passar, nomeadamente: -quanto à devolução ou indemnização pelos fundos comunitários concedidos em prol do ordenamento, quando se abdicou do ordenamento municipal por quem passou apenas a ter ordenamento das partes municipais onde isso não "estorvava";-tentar uma responsabilização individual de quem promoveu esse tipo de atitudes; -Tentar anular essas deliberações de "suspensão", já que de facto são alterações ilegais de planos em vigor.

Já agora:

Nós estamos no terceiro mundo por admitirmos este tipo de atitudes do tipo feudal, sem tomar as posições de reposição da legalidade e de indignação que alguém com um mínimo de cultura e ética tem que tomar.
Fazer PDM's mal feitos tal como ocorreu, tinha que ter o seu preço.
Mas já houve tempo mais que suficiente para os melhorar, e o que vemos é grupos económicos a viver à custa desse planeamento, em alguns casos propositadamente mal elaborado.
Façam alguma coisa, pois eles não vão abdicar de sua livre iniciativa!...

(Tudo isto saiu apenas ao correr da pena.
Podia estar composto - mas então não tinha saído.
Já cá andava entupido desde que alguns sabidos começaram a brincar com isso das suspensões dos PDM's, como se fosse limpar o rabo a meninos; isto envergonha-nos a todos e prova que não estamos numa democracia. )

Bem se farta a Arq. Helena Roseta de berrar pelas discussões públicas.
Não lhe dão ouvidos porque outros valores se levantam, mas também porque ninguém se impõe.
.
Ferreira arq

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Ambiente: ONU assinala hoje Dia Mundial de Luta contra a Desertificação


17 de Junho de 2009, 06:18
Lisboa, 17 Jun (Lusa) - A ONU assinala hoje o Dia Mundial de Luta contra a Seca, numa altura em que a desertificação e a degradação dos solos afectam um terço da superfície da Terra, ameaçando o bem-estar de mil milhões de pessoas.
Numa mensagem a propósito do Dia Mundial de Luta contra a Desertificação e a Seca, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-Moon, referiu que se estima que "24 milhões de pessoas tenham migrado devido a problemas ambientais" e que este número poderá "atingir 200 milhões até 2050".
Nas palavras de Ban Ki-Moon, as alterações climáticas contribuíram para essa situação, mas são "apenas um dos factores", sendo necessário, em particular, repensar "as práticas agrícolas e a forma como são geridos os recursos hídricos".


quarta-feira, 17 de junho de 2009

Açores: Empresa alemã 'promete' abastecer ilha Graciosa a partir de energias renováveis

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9802903.html
17 de Junho de 2009, 16:42
Ponta Delgada, 17 Jun (Lusa) - Uma empresa alemã vai simular, em Berlim, a exploração do sistema eléctrico da ilha Graciosa, nos Açores, numa experiência inédita que visa desenvolver um projecto que permita o fornecimento de electricidade "quase totalmente" com origem nas energias renováveis.
"Trata-se de demonstrar ao mundo que é possível num pequeno sistema eléctrico ter uma penetração de energia renovável próxima dos 100 por cento", revelou hoje Francisco Botelho, administrador da Empresa de Electricidade dos Açores (EDA), em declarações à Lusa.
A demonstração começa a 2 de Julho numa "espécie de laboratório" instalado num pavilhão com cerca de 1.200 metros quadrados pela empresa Sólon Laboratoires AG, actualmente designada Younicos, que pertence ao Grupo SOLON, um dos maiores fornecedores alemães de paineis fotovoltaicos.

Violência Doméstica: "Se ouvir algo, denuncie" é o apelo da Amnistia Internacional

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9802991.html
Lisboa, 17 Jun (Lusa) - "Se ouvir algo, denuncie" é o apelo que a Amnistia Internacional (AI) vai lançar entre hoje e quinta-feira em Lisboa e Porto em acções de sensibilização contra a violência doméstica.
A secção portuguesa da organização de direitos humanos refere que as acções têm por objectivo alertar a população para o facto de em 2008 pelo menos 43 mulheres terem morrido vítimas de violência doméstica, segundo dados da União de Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR).
As mesmas estatísticas da UMAR apontam que a grande maioria de mortes e tentativas de assassínio de mulheres ocorrem na época de Verão e a maior parte dos casos acontecerem em Lisboa e Porto, diz a AI para justificar a data e os locais das acções.

Acidentes: 300 mortos este ano nas estradas

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9803304.html
Acidentes: 300 mortos este ano nas estradas, menos 5,6% do que em 2008
Lisboa, 17 Jun (Lusa) - Os acidentes nas estradas portuguesas provocaram 300 mortos desde o início do ano, menos 5,6 por cento que em igual período de 2008, indicam dados hoje divulgados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).
Segundo a ANSR, entre 01 de Janeiro e 15 de Junho morreram 300 pessoas em acidentes rodoviários, menos 17 do que no período homólogo do ano passado, quando se registaram 317 vítimas.
Por sua vez, o número de feridos graves é idêntico ao de 2008, tendo sido contabilizados nos cinco meses e meio deste ano 1 067.